Reef 600L

Display de 600L para SPS – Objetivos

Este foi meu primeiro  reef  que foi projetado tendo como objetivo principal a manutenção de SPS. Optei inicialmente por ter uma luz bem forte, com duas HQI de 400W, e um skimmer do Frederico que era uma lançamento na época, um skimmer com válvula becket tocado por uma quiet one 6000. O aquário era relativamente grande, e a tentação de colocar peixes sempre é grande, e inicialmente coloquei 7 tangs pequenos. Conforme eles foram crescendo, fui vendendo e fiquei com apenas dois, um Sohal e um Powder Blue. Neste aquário também coloquei alguns anjos como Imperador, Majestic e um anjo anão. Com os SPS não tive problemas, mas meus zoanthus o Imperador devorou um por um.

Posso dizer que esse aquário teve um papel fundamental em como eu enxergava o aquarismo de SPS.  Inicialmente, os corais estavam crescendo rapidamente e tudo parecia ok. No início eu apenas testava reserva alcalina e calcio.  Nitrato e fostato eu achava que não era necessário, pois a minha montagem teoricamente era ótima, e tinha bons equipamentos.

Foi em uma tarde de domingo que minha visão mudou radicalmente. Em uma visita a casa de um amigo, fiquei maravilhado com as cores de seus SPS, e nesta tarde percebi que algo estava errado no meu aquário e que minhas cores estavam muito abaixo do ideal. Comprei um teste de nitrato e fosfato, e BINGO !  Nitrato acima de 20 ppm e fosfato perto de 0.1 ppm.

A partir deste dia, comecei a  dosar ampolas de biodgest. Foram 4 meses dosando e o nitrato continuava na casa dos 20 ppm. Então resolvi colocar um reator de zeolitos da Fauna Marin, era lançamento no Brasil.  Mais alguns meses e nenhum resultado, nitrato por volta de 20 ppm.  Optei então por montar um DSB remoto com algumas bandejas de substrato da aragalive, coloquei um reator com removedor de fosfato e optei por trocar a quiet one 6000 do skimmer, colocando uma mag drive 18.

Como em um passe de mágica, em 30 dias o nitrato e fosfato estavam zerados e as tão desajadas cores começaram a aparecer.  Desde então o aquário se transformou e tudo correu muito bem até o temeroso encontro com os AEFW.

Corais e peixes coloridos, tudo ia muito bem, até que comecei a perceber que alguns corais começaram a perder a cor. O tempo foi passando e eu não descobria qual era a causa. Um dia,  um amigo postou uma mensagem dizendo que uns parasitas, conhecidos como AEWF ( comedores de tecido de acrópora )  haviam chegado ao Brasil. Após ler a mensagem, fui correndo para o aquário e quebrei alguns corais e joguei na água doce, e para minha surpresa o que vi foi um show de horror, milhares de parasitas cairam do coral. Realmente eram muitos.  A perda de cor estava explicada.  Acabei perdendo a guerra devido a enorme infestação.  Acabei desmontando esse aquário e deixaria o hobby por algum tempo. Mas acabei decidindo por montar um aquário pequeno e de fácil manutenção e custo.

 Nasceu meu primeiro nano reef.

Setup

– Tamanho : 150 x 60 x 65 

– Sump : 120 x 50 x 35

– Skimmer : inicialmente um skimmer Becket do Frederico e por último um Deltec AP 701

– Iluminação : Inicialmente duas HQI de 400W 1oK e  posteriormente 3 x HQI de 250W + 2 x VHO 110W azu

– Circulação : 2 x turbelle stream + 2x tunze nano stream  com uma eheim de 3400L/H no recalque

– reator de cálcio : inicialmente um câmera dupla do Frederico e posteriormente um Deltec 501

Fotos

 

Galeria de Fotos

 

 
 
 
 
 

 

Anúncios