Arquivo da categoria: Marinho Geral

Aquário de 76.000 mil litros em Long Island Aquarium

O aquarista americano Melev fez uma visita ao aquário de Long Island, e fez uma entrevista fantástica com o Joe, que é o cara que cuida do aquário de corais. A entrevista é toda em Inglês e tem uma hora de duração. Assisti toda a entrevista e vou resumir aqui curiosidades desse aquário enorme e maravilhoso.

Joe tinha um aquário em casa e recebeu uma visita de um senhor que perguntou para ele, você acha que é possível fazer um aquário como o seu, mas muito maior ? Joe respondeu que sim, e assim foi contratado para montar e trabalhar no aquário de Long Island.

  • Joe cuida do gigante da mesma maneira que aquários domésticos, praticamente cuida sozinho do aquário e apenas quando viaja ou sai de férias ele é subistituído. A automação no aquário é mínima e ele gosta de manter as coisas o mais simples possível.
  • A iluminação do Aquário tem aproximadante 12 mil watts de HQI de 400W e agora foram introduzidos calhas de Led´s de 300W e estão rodando por 19 meses.
  • O aquário conta com inúmeros giras giras para a circulação, também tem um surge device que despeja 1200 litros de água a cada 40 minutos. Acoplado aos closed loops tem uma filtração mecânica para retirar partículas e sujeira da água.
  • Existem aproximadamente 800 peixes neste aquário
  • O coral mais antigo é uma gorgônia que tem 25 anos. O aquário está rodando por 15 anos mas alguns corais vieram de outros aquários. Praticamente todos corais eram mudas.
  • Alguns peixes como Hepatus e Yellow Tangs tem 18 anos de idade
  • É feito trocas de água de 4 mil litros por SEMANA.
  • Para manter o fosfato controlado é dosado cloreto de lantânio na filtragem mecânica, assim nada entra no aquário principal. Tb foi dosado vodka por muito tempo assim como GFO.
  • Uma maneira de fazer mudas dos corais, é pegar um longo galho de SPS e cortar como se corta salame, e ele gruda esses pequenos pedaços um do lado do outro. Assim com o crescimento é formada uma colonia bem compacta e sólida com muito galhos.
  • É dosado kalk com vinagre diariamente. Joe também  roda um reator de cálcio para manter ca e ra. Magnésio é dosado manualmente assim como potássio.
  • Houve um desabamento de corais nesse aquário e a princípio Joe deixaria a natureza cuidar do problema, mas em 2 dias ele já estava dentro do aquário arrumando tudo.
  • Joe mergulha a cada 10 dias no aquário para limpar  o vidro frontal, sifonar sujeiras, pegar pedaços de corais no substrato, fazer podas e etc. Cada mergulho dura em média 3 horas, mas seu recorde foi 9 horas em um único dia
  • O skimmer o Joe gosta de limpar pessoalmente e optou por não ser auto limpante, pois assim ele tem uma noção do que acontece no aquário.
  • A alimentação dos peixes é basicamente feita com as rações que nós usamos em nossos aquários.
  • O pH do aquário gira por volta de 8.2
  • Ele mesmo faz todos os testes e usa testes da salifert, somente fosfato ele tem um colorímetro.
  • Joe disse já ter visto aiptásias gigantescas dentro desse aquário

Resumindo a ópera, observei  muita dedicação neste aquário. Quem quer ter resultados e ter um aquário TOP, só com muita dedicação e trabalho mesmo, como tudo na vida.

Segue o link do vídeo :

E quem quiser visitar pessoalmente um dia, segue o link do Aquário de Long Island :

http://www.longislandaquarium.com/

 

Abraços

 

Deixe um comentário

Arquivado em Marinho Geral

Novo Livro de Aquarismo no Brasil

É com grande satisfação que anuncio o primeiro livro de aquarismo marinho de qualidade no Brasil. O livro tem 380 páginas de puro aquarismo, capa dura e papel de alta qualidade com imagens e conteúdo de primeira linha.  Tive o prazer de participar do livro escrevendo o capítulo sobre Iluminação, identificação de corais assim como tratamento e doenças em corais duros.

O livro mostra a experiência ao longo dos anos do grande aquarista e autor do Livro João Carlos Basso. Não tenho dúvidas que o livro será um grande sucesso e uma nova referência para o aquarismo nacional. O livro é realmente completo para quem deseja aprofundar seus conhecimentos ou iniciar no mundo marinho.

livro

livro 2

peixes

1 comentário

Arquivado em Marinho Geral

A pressa é inimiga da perfeição

Se você começou no  aquarismo agora, saiba que o seu maior inimigo, é você mesmo. As pessoas tem que começar a ter consciência que um aquário marinho é um mini ecossistema, e como tal, existe um tempo mínimo necessário para que o equilíbrio aconteça.

Monte o aquário, espere ele maturar, adicione os animais aos poucos, e curta cada estapa. Não tenha pressa em povoar o aquário  , pois como todo bom aquário, mais cedo ou mais tarde ele ficará pequeno, pois tudo cresce em um aquário saudável.

Além da montagem inicial, é necessário ficar atento aos problemas que irão ocorrer no aquário ao longo do tempo. Problemas como algas, planárias, baixo nível de algum elemento, parasitas e etc eventualmente  irão ocorrer, e minha melhor recomendação é : tenha paciência e estude com muita calma  a melhor solução!!

Quantas vezes já vi aquaristas matarem todos seus peixes e corais, pela pressa aliada a soluções sem nenhum embassamento.  As vezes ocorre um pequeno problema no aquário, e o aquarista apressado quer resolver o mesmo em 2 dias com soluções absurdas. Ao invés de resolver o problema, ele cria um muito maior, dizimando todo seu aquário em algumas horas.

A mortandade de peixes ornamentais e corais  é algo absurdo, e só acontece porque falta inteligência / paciência / conhecimento por parte da grande maioria dos aquaristas.

Lembre-se, a pressa aliada a falta de conhecimento, só causará sofrimento ao seu aquário e sua população. Portanto, seja mais paciente, estude mais, e não adote soluções emergenciais para os problemas, pois geralmente são as piores.

abraços

 

 

1 comentário

Arquivado em Marinho Geral

A importância das trocas de água

Um assunto que sempre aparece é qual a quantidade de água que eu devo trocar. Além da quantitade, qual o período ? Diário, semanal, mensal, anual ?

Eu acredito piamente que para se manter um aquário com sucesso no longo prazo as trocas de água ( TPA ) são fundamentais.  Além de colocar uma água nova com elementos traços , nível de ca , ra e mg balanceado e uma água nova livre de fosfato e nitrato, você está diluindo tudo que é indesejável na água velha.

Acho que todo mundo já passou por um momento na vida em que o aquário fica em segundo plano, e a queda de qualidade da água é notável , assim como a saúde dos corais. Pelas minhas observações, quando você faz uma boa TPA, a mudança no aquário é visível. Água mais cristalina, corais inflados, pólidos extendidos, maior brilho e etc.

A TPA deve ser feita de acordo com a sua disponibilidade de tempo. Você pode trocar 20 / 50 % mensalmente, ou trocar 10 / 20 % por semana, ou até 1 / 2% diariamente.

Atualmente eu optei por uma troca maior mensal, algo por volta de 35% mensal, assim gasto apenas um dia no mês para fazer minha TPA.

Regra importante, use sal de boa qualidade para suas TPA e água de RO+DI. Para aquários pequenos em dias frios cuidado com a temperatura, pois a água de TPA pode estar realmente muito fria e dar um choque de temperatura no aquário

abs

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Marinho Geral

Atualização do Reef – Fotografia

Ontem o amigo Ciro passou em casa e bateu umas fotos do aquário. A qualidade da máquina e do fotógrafo é diretamente proporcional a qualidade das imagens. Como a idéia é mostrar e divulgar o hobby não só para os amigos pessoais, mas para o mundo, nada melhor do que compartilhar fotos, e fotos bem feitas. A percepção da qualidade de um aquário muda totalmente com uma foto boa, ou uma foto ruim.  Mas apenas a qualidade da máquina não basta , também é importante ter um bom monitor. Um monitor ultrapassado não consegue mostrar o esplendor de uma bela foto.

Obrigado Ciro pela visita, e segue uma foto geral. Mais fotos no link meu reef atual :

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Marinho Geral

Qual o melhor substrato ?

Uma pergunta bastante comum é qual substrato  usar para a montagem de um aquário marinho. Existe um melhor ?

Sinceramente, não.  O substrato é apenas uma etapa do planejamento de um aquário. Ao longos de 10 anos já vi bons aquários  com areia de praia, halimeda, samoa pink, aragonita , calcita, areia de piscina e outros substratos calcáreos. Apesar disso, alguns tem mais vantagens em relação a outros.

Também vale reforçar que nenhum substrato é responsável por manter cálcio e reserva alcalina  em um aquário, então se alguém disser que o substrato X não serve porque não tem efeito tampão, simplesmente olhe de lado e solte um risada sarcástica.

O que usar afinal ?

Eu gosto dos substratos atuais da carib sea ou samoa pink. Usaria o mais fino. Quanto mais fino, menor a chance de penetrar sujeira. Pra quem não liga para uma cor ligeiramente mais bege, a areia de praia do guarujá é ótima, é fina e não levanta com facilidade.

O que não usar ?

Já usei, e jamais usaria novamente, Halimeda. No meu ponto de vista é o pior substrato , com o tempo vai soltando um pó fino, e ganha disparado no quesito decantação de sujeira entre os seus grãos. Podemos chamar literalmente de esgoto ao céu aberto com o passar do tempo.

Mas que altura de substrato usar ? Bom, esse assunto fica para outro post

Abraços

Comentários desativados em Qual o melhor substrato ?

Arquivado em Marinho Geral

Rochas Vivas e Ciclagem

Algumas recomendações anter de iniciar a montagem do seu aquário.  Rochas vivas, ao contrário do que se pensa, ela é um dos motivos de uma grande quantidade de problemas que um aquário pode ter.  Algumas vem com muita sujeira, outras com vários animais mortos dentro de seus poros e cavidades.

Minha recomendação, clore todas as rochas, depois deixe secar no sol e coloque em um balde com vinagre ou ácido muriático. Após o banho que pode ser de 24 horas, deixe secar no sol e coloque as rochas em um balde com água salgada   para ciclar. Após uma semana, troque toda a água do balde e coloque novamente água nova e deixe batendo por mais 30 dias.

Seguindo o procedimento acima , a montagem do novo aquário tem uma chance muito maior de sucesso, pois você está introduzindo no aquário pedras limpas, sem material morto e em decomposição, e a ciclagem do seu aquário até atingir níveis ideais de amônia, nitrito e nitrato será mais segura e rápida.

Não recomendo pegar alguma rocha pequena maturada do aquário do amigo ou de alguma loja, pois uma pequena pedra pode ser fonte de planárias, algas, aiptásias, red bugs e aefw.  Tome muito cuidado com tudo que você introduz no seu aquário. A maior fonte de pragas vem de fatores externos, como um pedra, uma muda de coral ou a água da bateria de uma loja.

Portanto, se optar por comprar ou pegar rochas vivas e introduzi-las diretamente no aquário para início de montagem, tenha muito certeza da sua origem e qualidade. Independente da origem, minha recomendação é sempre a do  texto acima, banho e ciclagem antes de introduzir no aquário.

Abraços

Comentários desativados em Rochas Vivas e Ciclagem

Arquivado em Marinho Geral